Adolpho Ferreira Soares e Maria Angelina de Carvalho Soares

     

      

     Adolpho e Maria Angelina

     

    Adolpho Ferreira Soares 

     

    Adolpho Ferreira Soares *01.08.1879 João Pessoa-PB-Brasil  

    +15.01.1946 João Pessoa-PB-Brasil (Jazigo da Igreja do Rosário) 

    Filho de Carolino Ferreira Soares e Maria Monteiro Soares

     

    Família em Forte Velho em 1910 (Santa Rita-PB)                                        

    Irmãos de Adolpho: Thomaz Ferreira Soares e Octávio Ferreira Soares

    Adolpho foi Escriturário da Usina da cidade de Pilar. Era Major da Guarda Nacional e membro atuante da Maçonaria

    Adolpho Ferreira Soares, junto com seus irmãos Octávio e Thomaz, era proprietário de Forte Velho e comerciante Herdaram a fazenda do seu pai Carolino Ferreira Soares

     

    Forte Velho (Santa Rita-PB)

    No final dessa página, histórias sobre passadas em Forte Velha 

     

    Casou duas vezes e teve um total de onze filhos.

    O primeiro casamento foi com Francisca Umbelina Soares 

    Filha de Adolpho e Francisca: Aluisia Ferreira Soares (Lua)

     

    Viúvo,  casou  com Maria Angelina Augusta de Figueiredo Carvalho 

         Maria Angelina

    Voz de Gila (Mensagem para os 15 anos de Fatita, sua neta, filha de Giselda e Paiva)

     

    Maria Angelina de Carvalho Soares (Gila) *06.02.1888 João Pessoa-PB-Brasil  +10.02.1971 João Pessoa-Brasil (Jazigo na Igreja do Rosário).

    Maria Angelina foi a primeira das irmãs a casar

    Adopho e Maria Angelina (Gila) casaram no dia 01 de setembro de 1908, na Paróquia Nossa Senhora das Neves, em João Pesoa-PB

    Ela com 20 anos e ele com 29

    Certidão de casamento no final dessa página

    Site português: http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=458007

     

    Filha de Antônio Augusto de Figueiredo Carvalho e Maria Eufrosina De Figueiredo Carvalho (Maria Eufrosina Kauffman Werner) , sobrinha de Lopo José de Figueiredo Carvalho e neta de José Maria Dias de Carvalho e Mariana Augusta de  Figueiredo .

    Antonio Augusto era português e  trabalhou no projeto da canalização da água da cidade de João Pessoa, como diretor de Obras Públicas, em maio de 1885 e em outros projetos em Salvador e Recife (Construção de Portos).

      

    Maria Angelina passou a sua infância em Bayeux-PB, na propriedade dos seus pais.

    Depois mudou-se com a família para uma casa em João Pessoa-PB, na Rua da Areia-número-300.

     Teatro Santa Rosa

    Como o seu pai, António Augusto (um dos fundadores sócio proprietário e benemérito do Teatro Santa Rosa), Maria Angelina adorava frequentar o teatro. 

    Os Soares e os Carvalhos eram amigos e as famílias se visitavam. 

    Numa dessas visitas, os Soares que estavam vacinados contra varíola, resolveram vacinar os amigos com um método usado

    na época: Vovó (Maria Angelina Carvalho), aos três anos, levou um corte no braço e recebeu de vovô (Adolpho Ferreira Soares) aos 12 anos, a secreção purulenta da sua vacina.

     

    Paróquia Nossa Senhora das Neves

    Adolpho e Maria Angelina casaram no dia 01 de setembro de 1908, na Paróquia Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa-PB.

    Testemunhas: Thomaz Ferreira Soares (irmão do Adolpho) e António Augusto de Figueiredo Carvalho (pai de Maria Angelina).

    Celebrante: Dom Ulrico Sonntag. Ela tinha com 20 anos e ele 29 anos.

    Certidão de casamento, no final dessa página

     

    Moravam entre João Pessoa e Forte Velho. depois da revolução de 1930, fixaram residência em João Pessoa-PB.  

     Carol, Ernane, Ginaldo, Giselda, Gilvan, Gilena, Geneide, Hermano

     

     

    Filhos de Adolpho e Maria Angelina:

     1)Maria Carolina Ferreira Soares, 2)Adolpho Ferreira Soares Filho, 3)Gilena Ferreira Soares, 4)Giselda Ferreira Soares, 5)Hermano Ferreira Soares, 6)Geneide Ferreira Soares, 7)Germana Ferreira Soares, 8)Ernani Ferreira Soares, 9)Gilvan Ferreira Soares e 10)Ginaldo Ferreira Soares.

     

     

     

     Maria Carolina e Luiz Cousseiro (Ló e Lu)

    1) Maria Carolina Ferreira Soares 

    Maria Carolina Ferreira Soares/Maria Carolina Soares Cousseiro (Carol-Ló)

    * João Pessoa-PB .05.19 +João Pessoa-PB . .19 

    Casou com Luiz Cousseiro (Lu) *João Pessoa-PB . .19    +João Pessoa-PB . .19

    Carol e Luiz não tiveram filhos. Moravam em João Pessoa-PB. 

     

    Luiz foi co-piloto da Marinha Mercante e Funcionário Público do Ministério do Exército.

    Herdeiro das Marés, propriedade de laranjais.

    A água que abasteceu João Pessoa veio da propriedade das Marés, que pertencia à mãe de Luiz Cousseiro

    (Helena) e de seu segundo marido (Abdo) padrasto de Luiz .

    O engenheiro António Augusto de Figueiredo Carvalho, sogro de Luiz, participou desse projeto de canalização

    da cidade como Diretor de Obras Públicas do estado da Paraíba, em maio de 1895.

      

    2) Adolpho Ferreira Soares Filho

    3) Gilena Ferreira Soares 

    4) Giselda Ferreira Soares

     

                                     

                                    Iraci e Hermano

    5) Hermano Ferreira Soares

    Hermano Ferreira Soares*João Pessoa-PB 26.08.1917 + João Pessoa-PB 04.10.1984

    Funcionário da Rede Ferroviária (antiga Great-Western). Professor e Rábula. Foi Vereador em João Pessoa-PB.

    Casado com Iraci de Barros Moreira/Iraci de Barros Soares

    *João Pessoa-PB 21.09.1915 +João Pessoa-PB 16.11.1991

    Moravam em João Pessoa-PB  

    Filhos de Hermano e Iraci: 1-Elza e 2-Leonardo

     

    1- Elza Ferreira Soares / Elza Ferreira Soares Nunes

    *João Pessoa-PB 13.08.1937 +João Pessoa-PB 05.05.2011

    Advogada e Formada em História

    Residia em João Pessoa

    Elza era casada com Zil John Nunes da Silva *João Pessoa-PB

    Funcionário Público

     

     

    2-Leonardo Augusto Ferreira Soares *João Pessoa- PB 25.12.19

     

    Casado com Lígia Maria de Souza Soares.

    Filhos de Leonardo e Lígia: a-Bruno, b-Virgínia e c-Geórgia.

     

     

    a)Bruno de Souza Ferreira Soares- Militar e Advogado. *27/10/19 

    Foi casado com Cassandra Wilma- advogada *30/03/19 

    Filha de Bruno e Cassandra: Maria Eduarda* 07/05/20

    Maria Eduarda

     

    b-Virgínia Soares Holanda- Assistente Social 

    Casada com João Diógenes de Andrade Holanda 

    Filhos de Virginia e João Diógenes: a-Lucas Soares Holanda e b-Laís Soares Holanda

    Laís

     

     

      

    Geneide e Lourival

    6) Geneide Ferreira Soares  

    Geneide Ferreira Soares(Neide)/Geneide Soares Corrêa-*Forte Velho-PB 26.09.1918   +Olinda-PE . .1999 

    Casou com Lourival (Conferente do porto do Recife). Filho de Isabel Maia (Bela) dona do Engenho Ipojuca 

    Geneide ficou viúva cedo e perdeu seu único filho (José Antônio) ainda pequeno 

    Geneide e Lourival moravam no Recife-PE 

    Neide nasceu em Forte Velho-Santa Rita-PB. Foi batizada e fez a lª Comunhão em Forte Velho, na Capela de São Sebastião. Era gêmea de Germana. Seus padrinhos foram os portugueses Isabel (ou Margarida) Maia e seu marido. Vovô Adolpho enviou uma lancha para buscá-los em Cabedelo. Vieram ainda o Bispo e Frei Martinho, para celebrar a cerimônia. Frei martinho por muitos é considerado santo e seu corpo está enterrado no Jazigo da Igreja do Rosário em João Pessoa-PB

      

    Germana e Hélio

    7) Germana Ferreira Soares 

    Germana Ferreira Soares/Germana Soares Falcão (Mana)

    *Forte Velho-PB 26.09.1918    +Rio de Janeiro 24.02.2007 

    Casou com Hélio Pereira Marinho Falcão *João Pessoa-PB 24.11.1917    +Rio de Janeiro-RJ 08.02.2008 

    Advogado 

    Moravam no Rio de Janeiro 

    Filhos de Germana e Hélio:

    1-Carlos José Marinho Falcão, 2-Roberto Marinho Falcão e 3-Virgílio Marinho Falcão

     

     

    1- Carlos José Marinho Falcão    *10.08.19 João Pessoa-PB 

    Mora no Rio de Janeiro (desde os dois meses de idade) 

    Engenheiro Mecânico

    Primeiro casamento: Sônia

    Filhos: 

    a-Daniel Nunes Marinho Falcão

     

    b-Carolina Nunes Marinho Falcão- Produtora Editorial

    Foi casada com Daniel

    Filha de Carol e Daniel:

    Clarice * Rio de Janeiro 02.10.2010

    Segundo casamento de Carlos: Odília

    Filho de Carlos e Odília: Rafael Figueira Marinho Falcão- Estudante

     

     Carolina, Carlinhos, Daniel e Rafael

     

      

     

    2- Roberto marinho Falcão   *Rio de Janeiro 18.04.19 

    Jornalista 

    Casado com Maria Emília Figueira Ferraz    *Rio de Janeiro- RJ 12.12.19

    Jornalista 

    Moram no Rio de Janeiro

    Filhas:

     

    a-Carolina *Rio de Janeiro- RJ 06.07.19 

    b-Beatriz. *Rio de Janeiro- RJ 23.07.1991

     

    a-Carol casada com Vinícius

    3-Virgílio Marinho Falcão *Rio de Janeiro- RJ 05.04.19   +Rio de Janeiro-RJ 

    Trabalhava em Furnas 

    Casado com Fátima

    Fátima mora no Rio de Janeiro 

     

    8) Ernani Ferreira Soares (Galego)

     

     

      

    9) Gilvan Ferreira Soares

    Gilvan Ferreira Soares (Van) *João Pessoa-PB 01.04.1924   +João Pessoa-PB . . (Gêmeo de Ginaldo) 

    Trabalhou na Sulamérica e na Saelpa.

    Gostava de compor músicas, tocar violão e cantar. Chegou a participar de programas de rádio. Gravou discos em Recife pela gravadora Rozenblit. José Rozenblit e seus irmãos criaram em 1954, no Recife, uma das mais importantes indústrias fonográficas do Brasil. A Rozenblit abriu filiais no Rio, São Paulo e Porto Alegre.

     

     

    Primeiro casamento: Célia

    Célia era sobrinha de José Américo de Almeida. Foi criada por ele.

    Governador do Estado, Senador e Ministro da Agricultura. Autor do livro: A Bagaceira.

    Filhos de Gilvan e Célia:

    1-Gladyston, 2-Maria das Neves e 3-Gláucio

     

     

     

    1- Maria das Neves Almeida Soares (Nevinha) João Pessoa-PB *12.03 

    Reside em João Pessoa - PB 

    Engenheira Civil

    Nevinha foi casada com Emerson Freitas Jaguaribe e tiveram uma filha:Danielle

       

         Lucas, Nadine,Nicolas e Emerson                      Lucas, Emerson,Danielle e Nicolas

     

    Danielle foi casada com Antônio Soares de Oliveira Júnior e tiveram duas vezes gêmeos: 

    Lucas Jaguaribe Soares de Oliveira e Nicolas Jaguaribe Soares de Oliveira  *28.02.19 .

    Nadine Jaguaribe Soares de Oliveira e Emerson Freitas Jaguaribe Neto  * . .

     

         

     Gladyston, Hemengarda, Mireille e Andriev               Hemengarda e Gladyston 

    2-Gladyston Almeida Soares(Gayton) *João Pessoa 21.02

     Administrador de Empresas

    Gladyston é casado com Hermengarda e tiveram dois filhos: Mireille e Andriev

    Residem em João Pessoa - PB

     

     

     

    Gláucio, Maisa e Ariane                              Gláucio e Maisa

    3-Gláucio Almeida Soares * João Pessoa-PB 15.03 

    Reside em João Pessoa-PB 

    Músico

    Casado com Maisa Alves da Rocha  * 

    Filha de Gláucio e Maisa:

    Ariane Rocha de A. Soares * João Pessoa-PB . .19

     

     

    Segundo casamento de Gilvan: Maria José 

    Filhos de Gilvan e Maria José: 1-Gilvamar e 2-Gilvan 

     

    Gilvamar, Anna Carolina e Rhayssa

     

    1- Gilvamar Sousa Soares * João Pessoa-PB 10.12 

    Formado em administração 

    Casado com Rhayssa

    Filhas: a-Izabele, b-Anna Carolina e c-Lucas 

     

    a-Izabele *João Pessoa-PB -Modelo (Reside na Índia)

    c-Lucas 

     

    2-Gilvan Souza Soares *10.02 

    Reside em João Pessoa- PB

     

     

      

    Ginaldo e Amelinha

    10)Ginaldo Ferreira Soares 

     

    Ginaldo Ferreira Soares (Lalo)-*João Pessoa-PB 01.04.1924  +João Pessoa-PB 08.11.2014

    Advogado, Promotor e Procurador da Justiça 

    Era casado com Amélia de Oliveira Barros/Amélia de Oliveira Barros Soares-Amelinha

    *Campina Grande-PB 25.09.19 

    Amelinha reside em João Pessoa 

    Filhos de Ginaldo e Amelinha:

    1-Guilherme Barros Soares e 2-Gisele Barros Soares

     

     

     

     

     

     

     

    1- Guilherme Barros Soares *João Pessoa-PB 30.09. 1964

    Promotor

    Foi casado com Tatiana Kyaara Coelho de França Soares * 02.06.19_ _

     

    Filhos de Guilherme e Tatiana: a-Diogo, b-Guilherme e c-Ana Amélia 

    a)Diogo Henrique de França Soares   *João Pessoa-PB 21.10.19 

    b)Guilherme Barros Soares Filho       *João Pessoa-PB 07.12.19 

    c)Ana Amélia de França Soares   *João Pessoa- PB 18.04.19

     

    Guilherme é casado com Danielle 

    * 18.04.2016

    Filha de Guilherme e Dani: Mariana

     

     

     

    Danielle, Guilherme Mariana

     

     

    2- Gisele Barros Soares Brasileiro     *João Pessoa-PB 04.07.19 

    Fisioterapeuta

    Reside em João Pessoa-PB

    Foi casada com Alex 

    Filho de Gisele e Alex:

     

    Lucas Barros Soares de Souza    *João Pessoa-PB 29.08._ _

      

    Casada com Flávio Brasileiro   * 

    Filha de Gisele e Flávio:

     

    Lais Barros Soares Brasileiro    * João Pessoa-PB 16.10.2003

    Um pouco da vida em comum dos irmãos Adolpho, Octávio e Thomaz.

     

    Forte Velho era uma fazenda com 1.200 hectares e com aproximadamente 8 mil pés de coco (hoje distrito de Santa Rita-PB) localizada na foz do rio Paraíba, às margens da Praia de Costinha, quase defronte ao porto de Cabedelo. 

    A Ilha das Cabras pertencia a Forte Velho. Carolino e seus filhos também eram donos das propriedades vizinhas. De um lado ficava Cravassu (a dos laranjais) e do outro a Estiva (onde tinha a salina). 

    Fotos da Família em Forte Velho no ano de 1930:

    http://www.ferreirasoares.com.br/index.php/galerias/galeria-de-fotos/category/3-familia-em-1930 

    Contrato de Prestação de serviço, para levantamento e confecção da planta das propriedades de Forte Velho e Cravassú, assinado pelo Carolino Soares:

    http://www.ferreirasoares.com.br/index.php/menu-2 

    Reportagem do Jornalista Sebastião Araújo, no Diário de Pernambuco do dia 6 de abril de1995: 

    Joaninha, uma retirante que passou por Forte Velho, ficou morando com mãe Quinha (Mª da Anunciação) e vovô Carolino. A filha de Joaninha (Lia) se tornaria, mais tarde, a professora de catecismo dos filhos de Adolpho. 

    Antes do colégio em João Pessoa, os filhos de Adolpho e Gila (Mª Angelina) estudaram com a professora Ester, que ficava hospedada na casa do tio Octávio (tio Tavo). 

    D. Clarisse Justa (tem uma rua com o seu nome em João Pessoa), era uma parteira com curso na Europa e foi quem fez todos os partos de vovó Gila, acompanhada de longe pelo tio Tavo (Octávio). Gila se recusava a ser atendida por seu cunhado, apesar do mesmo ser médico. 

    Quando Carolino faleceu em Forte Velho, Germana e Geneide tinham mais ou menos 8 anos de idade. António Augusto (pai de Maria AnGelina-Gila) faleceu pouco depois em João Pessoa. 

    Adolpho tinha uma outra casa em João Pessoa e a família ficava, entre João Pessoa e Forte Velho. 

    Tio Thomaz (já cego) e mãe Lindóca (Amália) foram os únicos que permaneceram em Forte Velho, até o fim de suas vidas. 

    Quando houve a revolução de 1930, os filhos mais velhos de Adolpho ficaram escondidos na Capitania dos Portos em João Pessoa, juntos com seus pais. Fugiram, através de uma escada, pelo quintal de D. Isabel Maia (ou de Margarida Maia, irmã de Isabel ), madrinha de Geneide e Germana. Seus outros filhos Hermano, Geneide, Germana, Ernani, Gilvan e Ginaldo foram enviados para Forte Velho. 

    Por ser Perrepista (a favor de Júlio Prestes), Carolino teve Forte Velho invadida pelos Liberais (partido do lado de João Pessoa). Invadiram as casas quebrando muitos objetos. Destruíram barcos a machadadas, inclusive o São Lunguinho, o maior deles, que foi queimado. 

    Dos filhos de tio Octávio e madrinha (como era chamada Marieta), só os mais novos (a partir de Enaldo) é que foram enviados para Forte Velho. Mãe Lindóca (Amália) tomou conta dos pequenos junto com Tói (Antônia) e outras empregadas da fazenda 

    A casa de Thomaz e mãe Lindóca foi a mais prejudicada. O antigo proprietário era um inglês e a casa guardava ainda algumas características da época do seu antigo dono. Os seus lustres eram de cristal e foram derrubados. As cristaleiras foram viradas. Era a única casa com água encanada da Fazenda. Os empregados puxavam a água da cacimba para o tanque. 

    Também foi destruída a mercearia que pertencia a vovô Adolpho (não tinha fins lucrativo e supria as necessidades da fazenda) e a casa de farinha. 

    Percebendo a aproximação dos barcos que invadiriam Forte Velho os pequenos foram levados para a casa do morador Badaruca e lá ficaram escondidos.

    Acácio (Sula, filho de Amália e tio Tomaz) foi o único que permaneceu no local para a propriedade não ficar abandonada. 

    Depois da Revolução, Forte Velho foi vendida. Octávio resolveu vender as demais propriedades. A partir daí começou a falência dos irmãos. 

    Nessa época, os irmãos Adolpho e Octávio e suas respectivas famílias, já moravam em João Pessoa. Seus filhos estudavam em colégios da capital. 

    Os irmãos conheciam João Dantas, que assassinou João Pessoa (governador da Paraíba) na Confeitaria Glória na Rua Nova em Recife-PE, por motivos políticos e particulares. João Dantas frequentava Forte Velho. Depois do crime, João Dantas ficou preso na Casa de Detenção do Recife, hoje Casa da Cultura. As notícias da época eram divulgadas pelo jornal União.

    Contava tia Neide (Geneide-filha de vovó Gila e vovô Adolpho, que durante um almoço em Forte Velho, João Dantas irado espetou com um garfo por várias vezes uma carne que lhe era servida. O assunto em pauta era política.

     

     

     

     

    © 2020 Família Ferreira Soares - Todos os Direitos Reservados / Dev: Esdras Rodrigues